Vitória viveu momentos de terror na última sexta-feira com ataque de bandidos em avenidas da cidade. O conflito, que começou na Leitão da Silva, obrigou comerciantes a fechar seus estabelecimentos. Veículos foram depredados. A ação dos vândalos migrou para a avenida Marechal Campos e para os bairros Tabuazeiro, Hélio Ferraz e Bairro de Fátima, estes dois últimos, na Serra. A morte de um menor envolvido com o tráfico, segundo a Polícia, foi o estopim do caos. Saiba o que está por trás desses ataques ouvindo o Papo de Colunista desta semana, que tem a participação da repórter especial de A Gazeta, Vilmara Fernandes.

Em 40 anos de história, completados na última segunda-feira (10), o PT viveu dias de glória política, mas estes foram substituídos pelos tempos difíceis que o partido hoje enfrenta “como nunca antes neste país”. No Papo desta semana, nossos colunistas resgatam e debatem a ascensão, o apogeu e a queda do partido de Lula, bem como seus desafios eleitorais este ano, especialmente no ES. Em outra frente, analisamos o desempenho ruim da indústria capixaba em 2019 (o pior entre todos os Estados) e as projeções não muito animadoras para nossa economia em 2020. Aperte o play e confira!

Se o Carnaval do Brasil começa aqui, o podcast Papo de Colunista já aqueceu os tamborins e mostra os bastidores da maior festa popular do mundo. Em Vitória, nos dias 13, 14 e 15, o Sambão do Povo será o centro das atenções com o desfile das escolas de samba, espetáculo que atrai milhares de pessoas de todos os cantos e encantos.

Nosso convidado desta semana é o jornalista e cronista de carnaval Jace Theodoro, ele mesmo um apaixonado pela folia. Os bastidores dos barracões, as surpresas na avenida, a indústria do carnaval e a geração de emprego e renda estão neste bate-papo descontraído. Aperte o play e aproveite. A diversão é garantida!

O Espírito Santo tem vivido dias muito difíceis com a tragédia provocada pelas enchentes em cidades do Sul do Estado e da região do Caparaó. Mortes e destruição estão fazendo parte da rotina de milhares de moradores, mas felizmente a crise está sendo enfrentada pela sociedade, que se mobilizou para ajudar as vítimas nos locais afetados. Mas, porque esse caos voltou a acontecer? Qual a responsabilidade do Poder Público e da sociedade nessa tragédia? As leis ambientais e de uso e ocupação do solo estão sendo respeitadas? Ou é a natureza que está sendo cruel e provocando essa dor? Essas questões são o destaque do Papo de Colunista desta semana. Aperte o play e confira. Esse debate é fundamental.

De 2018 para 2019, os homicídios diminuíram no Estado: pela primeira vez desde 1992, tivemos menos de mil assassinatos no ano. Mas o resultado do último bimestre preocupa, pois indica tendência de retomada do crescimento: em novembro e dezembro do ano passado, houve 183 assassinatos no Espírito Santo, 20 a mais que no mesmo período em 2018. Ao mesmo tempo, o sistema penitenciário estadual segue superlotado, policiais militares e demais agentes de segurança seguem pressionando o governo Casagrande por aumento e a Secretaria de Estado de Segurança reconhece desmotivação das tropas como "fraqueza" em um documento oficial. Esses e outros desafios da segurança pública estadual em 2020 são debatidos e analisados por nossos colunistas no episódio desta semana. Então aperte o play e aproveite o papo!

Dois filmes estão provocando debates acalorados na sociedade. “Dois Papas” mostra dois modelos de Igreja que se expressam no diálogo (real ou imaginário?) entre Bento XVI e Francisco. “A Primeira Tentação de Cristo”, por sua vez, do Porta dos Fundos, tem provocado revolta em muitos cristãos e foi até alvo de censura de um desembargador do Rio de Janeiro, decisão revogada pelo STF. O que deve prevalecer: o respeito às convicções religiosas ou a liberdade de expressão? Esses assuntos são analisados pelo teólogo e professor de Filosofia Vitor Nunes Rosa, o convidado desta semana do Papo de Colunista. Aperte o play e confira. Vale a pena!

O ano começa com grandes esperanças e desafios para o Espírito Santo. Obras importantes de infraestrutura, como duplicação da BR 101, já iniciadas; uma BR 262, uma rodovia da morte no ES, pode finalmente ser leiloada, e a Terceira Ponte, segundo prometida pelo governo do Estado, será alargada e ganhará uma ciclovia e proteção lateral. Na segurança, o maior desafio: os homicídios, que ficaram abaixo de mil registros no ano passado, mas começaram a crescer na reta final. O Papo também traçou as perspectivas para a corrida eleitoral de 2020, o que deve acontecer na economia e na cultura. Aperte o play e confira o primeiro Papo de Colunista do ano.

O último Papo de Colunista de 2019 é com o governador do Estado, Renato Casagrande. Ele admite: em 2020, pode dar aumento “diferenciado” para categorias do Estado que ganhem salários abaixo da média nacional (ele cita soldados da PMES, por exemplo). Além disso, anuncia um projeto que assinará em 2020 para estimular o desenvolvimento da educação municipal: cidades com melhores resultados ganharão mais recursos de ICMS. O governador também fala de política, eleições, Bolsonaro, economia, violência, cultura, mobilidade urbana. Mas nem só de assunto sério vive este podcast. Então, sobrou para o governador, que respondeu pegadinhas sem perder a esportiva e garantindo boas risadas. Ficou curioso? Então aperta o play e confira!

Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) mostrou que, por causa da revolução tecnológica, 70% dos empregos com carteira assinada hoje no Espírito Santo podem desaparecer até 2050. Quais as profissões mais ameaçadas pelos robôs e pela inteligência artificial? O que devemos fazer para nos adaptar e preparar para essa mudança? O Brasil e o Espírito Santo estão antenados com essa nova realidade. Aperte o play e entre nessa apaixonante discussão que contou com a participação do futurista Leonardo Carraretto e do consultor, articulista e comentarista da CBN Vitória, Evandro Milet.

A relação do governo Casagrande com o comando da Assembleia Legislativa passa por um momento delicado, de forte turbulência política. Estamos assistindo, no Estado, a um choque entre o Poder Legislativo e o Executivo, como não se via desde o fim da Era Gratz. Isso por conta de uma série de episódios ocorridos nas últimas duas semanas, protagonizados pelo presidente da Assembleia, Erick Musso. Contrariando o Palácio Anchieta, ele antecipou sua reeleição... mas renunciou! Aperte o play e entenda esta treta.

Load more